dv

Raks Sharki ou Dança do Ventre como é tradicionalmente conhecida, é uma das formas mais antigas de expressão artística. Nasceu de rituais religiosos primitivos de povos árabes, espalhando-se pelo mundo com a ajuda de viajantes, mercadores e nômades, que foram transmitindo ao povo ocidental os segredos por detrás dos movimentos sensuais e característicos desta dança. Movimentos estes que ao longo dos tempos foram sofrendo alterações e, independente de fronteiras e culturas a “dança do ventre” manteve um estilo próprio que a diferencia das outras formas de dança e revelam sua origem.

 

O que esperar do estilo de dança?

A Dança do Ventre proporciona o aumento imediato da autoestima e feminilidade, pois trabalha o encantador e belo sem vulgaridade. Alivia o stress e trabalha a timidez através da troca de experiências em turma, novas amigas! Além de desenvolver a coordenação motora, proporciona reeducação postural, flexibilidade, equilíbrio e resistência física. Estimulando a criatividade, a concentração, a agilidade mental e percepção sensorial, através de sequências e coreografias dinâmicas, sensibiliza a leitura musical, com movimentos precisos e a própria emoção.

 

O que esperar das aulas?

Aulas divididas em aquecimento, técnica, sequências com a técnica trabalhada e relaxamento para finalizar. Próximo às datas de eventos que o Espaço de Danças Thalita Menezes participa, haverá estudo coreográfico. Estudaremos também vídeos, músicas (ritmos) e, objetos ligados à cultura (snujs, espada, candelabro, véu e outros). É necessária a regularidade, dedicação e empenho nas aulas para que haja maior aproveitamento e evolução. As alunas são incentivadas a estudarem tanto bailarinas antigas como atuais, tomando-as também como exemplo no desenvolvimento do trabalho desenvolvido em nossa escola.

Público alvo

A Dança do Ventre possui diferentes tipos de adeptas, desde mulheres que pretendem se inserir no meio profissional até as que a tem como uma terapia, através da qual é possível relaxar e reduzir as tensões musculares adquiridas nas demais atividades do dia-a-dia. Ambas pretendem resgatar a sua suavidade e sensualidade, sensibilizando e descobrindo o seu corpo através do aprendizado de dominá-lo, aliando todos esses fatores á prática de atividade física.

Benefícios e Diferencial de Ensino

Hoje a Dança Oriental é muitas vezes utilizada como forma de despertar o corpo, a mente e a alma, numa expressão pessoal de sensibilidade, beleza e harmonia que se reflete em cada corpo que dança. Baseia-se na consciência corporal e na capacidade de mover separadamente diferentes partes do corpo. Esta dança ajuda a tomar consciência de cada músculo e a aprender a dominá-lo, a ensiná-lo a trabalhar sozinho, para depois poder ser coordenado com outros exercícios. Em nossa escola, todos os perfis de mulheres são bem vindos. Em nossa escola, além da técnica da Dança do Ventre, as alunas aprendem a refletir sobre o papel da dança na sociedade, em seu corpo e em suas vidas.

O que levar/usar nas aulas

Top ou blusa (justa).

Calça legging ou short (para o calor).

Macacão.

Sapatilhas ou meias.

Lenços com moedas, véus e xales (coloridos).

Caneta, lápis, caderno, pasta ou bloco para anotações.